Pular para o conteúdo

CordeiroBiz

DESAFIOS PRODUTIVOS PARA A MELHOR QUALIDADE DA CARNE DE CORDEIRO

A palestra será ministrada pelo professor Dr. Rafael Silvio Bonilha Pinheiro, que possui graduação em Zootecnia pela Universidade de Marília, especialização em Nutrição Humana e Saúde pela Universidade Federal de Lavras, mestrado em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias e doutorado em Produção Animal pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho/Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia.

Atualmente é professor assistente doutor da Faculdade de Engenharia de Ilha Solteira/UNESP.

Tem experiência na área de Zootecnia, com ênfase em Produção de Ovinos e Caprinos, atuando principalmente nos seguintes temas: animais de descarte, animais precoces, bem-estar animal, ultra-som, avaliação e tipificação de carcaça, qualidade da carne, elaboração de produtos cárneos, análise sensorial da carne e de produtos cárneos.

De acordo com os autores (BARCHET et al., 2011), apesar de existir um potencial mercado para a carne ovina no Brasil, a inexistência de um mercado fiel em relação à oferta regular de animais, escala para comercialização e de animais jovens para abate nos frigoríficos dificulta o desenvolvimento deste mercado.

Em muitos casos os produtores de ovinos abatem os animais e comercializam a carne diretamente para o consumidor. Tal situação, não possibilita segurança alimentar e podem causar consequências para as pessoas que consomem a carne proveniente do mercado informal.

Os sistemas de criação de ovinos necessitam definir os objetivos de produção, assim como o planejamento das atividades, os custos de produção e de técnicas de manejo para obtenção de carne de melhor qualidade de acordo com as exigências dos frigoríficos e dos consumidores

No entanto, falta iniciativa da maioria dos produtores de ovinos para buscar produzir em grande escala, animais padronizados que apresentem boa carcaça e qualidade da carne. Também é escasso o acompanhamento de profissionais especializados para auxiliar o produtor no sistema de produção, nas orientações para obterem maior produtividade e competitividade.

A qualidade de um alimento pode ser definida a partir das características que diferenciam um produto de outro e determinam o grau de aceitabilidade pelo consumidor (COSTA et al., 2010). Segundo os autores citados, para a garantia de uma carne de boa qualidade, devem ser observadas as condições do animal (sanidade, nutrição, estresse), do abate e do transporte. Fatores como genótipo, idade, sexo, higiene, podem influenciar também na qualidade da carne, assim como o tipo de processamento da carne pela indústria e pelo modo de preparo para consumo.

Referências

BARCHET, I.; MIGNON, B.A.C.; SILUK, J.C.M. A dinâmica e o panorama da cadeia produtiva de ovinos: uma análise para identificar novas possibilidades. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 1., 2011, Ponta Grossa. Anais … Ponta Grossa: CONBREPRO, 2011.

COSTA, R.G. el. Manta de Petrolina – Uma alternativa para agregar valor às carnes caprina e ovina. 1. ed. Petrolina: MCT/INSA, 2010. 109p.

Informações do palestrante adaptadas pela equipe organizadora do I Workshop Internacional em Sistemas Integrados de Produção Agropecuária “Ovinocultura de Corte”

Interessados em participar do evento, comparecer no dia para fazer sua inscrição. Para mais detalhes clicar na imagem abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *