Pular para o conteúdo

CordeiroBiz

Estudo de Marca (1)

O conceito de “raciocínio” para quem deseja prosperar com seu empreendimento

A solução dos gargalos da ovinocultura de corte no Brasil está calcada basicamente no planejamento da produção ao longo do ano.

Baseando-se na descrição oferecida pelo Wikipedia para a palavra “raciocínio”, o texto foi adaptado para explorar de forma reflexiva como praticar o planejamento no dia a dia do pecuarista. Leiam com atenção:

O Raciocínio (ou raciocinar) é uma operação lógica discursiva e mental. Neste, o intelecto humano utiliza uma ou mais proposições, para concluir, através de mecanismos de comparações e abstrações, quais são os dados que levam às respostas verdadeiras, falsas ou prováveis. Das premissas chegamos a conclusões.

Foi pelo processo do raciocínio que ocorreu o desenvolvimento do método matemático.

Através da aplicação do raciocínio, as ciências como um todo evoluíram para uma crescente capacidade do intelecto em alavancar o conhecimento. Este é utilizado para isolar questões e desenvolver métodos e resoluções nas mais diversas questões relacionadas à existência e sobrevivência humana.

O raciocínio, um mecanismo da inteligência, gerou a convicção nos humanos de que a razão unida à imaginação constituem os instrumentos fundamentais para a compreensão do universo.

Logo, resumidamente, o raciocínio pode ser considerado também um dos integrantes dos mecanismos dos processos da formação de conceitos e da solução de problemas, sendo parte do pensamento.

Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre. Pesquisado como “raciocínio”

Podemos destacar que uma das principais responsabilidades do gestor do agronegócio é a capacidade de, através do conhecimento adquirido aliado a outros processos como a criatividade e capacidade de assimilação, pensar a fundo as decisões a serem tomadas dentro dos sistemas de produção.

É fácil colocar em prática! Se o profissional sabe jogar xadrez com certeza não terá dificuldades. A proposta é estudar as possibilidades, analisando as consequências de cada tomada de decisão antes de executar qualquer ação na prática e ficar a mercê da incerteza.

O ditado é velho, porém funciona: “Não adianta chorar sobre o leite derramado!” – até com certo ar de ironia, por que em seguida sempre vem o famoso e merecido “eu te avisei”.

Pense a fundo...   sua produção,  seu sistema  e seu rebanho!

Pense a fundo sua produção, seu sistema e seu rebanho! Na hora que você tiver a certeza de que fez a melhor escolha, jogue tudo fora e repense novamente sua estratégia. Repita isso várias vezes! Dificilmente decidimos certo na primeira tentativa, nem na segunda… Raciocine em cima das possibilidades e decida errado mentalmente e no papel, até concluir que a ação tomada será realmente o xeque-mate.

Coloque esse autoquestionamento das decisões como prática diária.

Quando o pecuarista se sentir inseguro, ou não conseguir fechar um raciocínio, é a hora de consultar um profissional capacitado para orientá-lo. Busque o acerto e não deixe espaço para falhas.

Um conceito importante oriundo da Zootecnia: trabalhe sempre focado na profilaxia, e não no curativo. Profilaxia é “sinônimo” de planejamento.

Vamos juntos unir nosso conhecimento para buscar os resultados que almejamos.

Equipe CordeiroBIZ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *