Os ruminantes possuem peculiaridades entre si quanto ao tamanho das partículas dos alimentos que ingerem, desta forma o ponto certo de corte desses alimentos difere para cada categoria. No caso do cordeiro, o tamanho das partículas do volumoso fornecido (feno, silagem, capineira, etc) não pode passar de 1 a 1,5 centímetro.

Diferença dos tamanhos de corte do feno que compõe a dieta total dos cordeiros confinados na Fazenda Viva

As partículas maiores à direita da foto mostram o manejo que estava sendo feito na Fazenda Viva antes de acertar o picador. Tentamos amolar a faca, mas nada dava certo. Por fim, trocamos a peneira e acertamos o corte. Vejam que diferença!

Resultados das correções

A maior e mais gratificante observação que foi feita está no bem estar do animal. Quando era oferecido feno de tamanho maior os cordeiros em confinamento, eles jogavam para fora do cocho uma boa parte do volumoso, buscando partículas menores. Ainda assim, entre um trato e outro, havia uma avidez por comida, pois nunca saciavam a fome.

Hoje, depois das partículas cortadas do tamanho certo, conversamos por telefone de dentro do galpão. É quase possível ouvir os animais ruminarem já que finalmente estão ingerindo o que é calculado para comerem, sem desperdícios!!!

Entre um trato e outro, também não há barulho. Esse ponto é muito interessante de ser discutido, uma vez que a ração fornecida com feno é a chamada dieta total. Essa dieta, nada mais é do que a totalidade de ingestão que o animal pode ter. Isso significa que quanto mais natural for a ingestão e o cordeiro se sentir saciado, menos distúrbios acontecerão. De forma prática, haverá uniformidade no ganho, assim como um aumento dele também.

Orientações Fazenda Viva

Os confinamentos exigem muita observação!

Disputa de cocho, maus cheiros, diarreias são todos sintomas a serem observados. A disponibilidade de tratos também deve ser a maior possível. Confinamentos de gado chegam a passar 10 tratos ao dia! Isso porque a ingestão fica uniformizada e melhor trabalhada, o que permite que a dieta seja aproveitada ao seu máximo, diminuindo inclusive a quantidade de fezes.

Na Fazenda Viva, o trato é passado duas vezes ao dia. Pensamos sim em aumentar esses tratos, mas ainda há outras observações mais importantes como manejo de nascimentos, manejo de pasto e manejo de creep-feeding a serem executados concomitantemente. Chegaremos lá!

Produtor, o importante para definir a frequência dos tratos é entender o que os seus animais estão lhe passando. Se estiverem balindo o tempo todo, fique atento! Nada melhor do que a boa observação para o melhor resultado, desde o tamanho da partícula do volumoso na dieta até o comportamento dos seus cordeiros.

Equipe CordeiroBIZ