Pular para o conteúdo

CordeiroBiz

fertilidade

A importância e o impacto da taxa de fertilidade das ovelhas na lucratividade da fazenda

Autores: Rafael Fernando dos Santos | Luciano Brochine

O Brasil é apontado entre os 20 maiores produtores mundiais de ovinos, representando 1,6% de todo rebanho mundial (IBGE, 2011), e temos bastante espaço para crescer. Um dos fatores que travam a maior produção é a infertilidade das ovelhas, portanto é necessária a busca por matrizes férteis que possam produzir e pagar os custos de produção. Entende-se que as cadeias produtoras de proteína animal no país terão papel fundamental em suprir uma parcela da alimentação da população mundial nos próximos anos (MAPA, 2013). A ovinocultura pode colaborar com esse cenário, desde que os ovinocultores se profissionalizem para resolver os gargalos, como o aumento da taxa de fertilidade.

Continue a ler »A importância e o impacto da taxa de fertilidade das ovelhas na lucratividade da fazenda

Desafios do planejamento nutricional das ovelhas: conceitos de customização

O Brasil é um país considerado continental, ou seja, a sua vasta extensão territorial permite que tenhamos diferentes condições ambientais e climáticas, o que caracteriza diferentes perfis que devem ser considerados para que possamos definir manejos personalizados para cada região produtora de alimento. Este conceito é importante para sanar questionamentos vitais dentro de uma produção agropecuária, como a escolha do sistema produtivo.

Continue a ler »Desafios do planejamento nutricional das ovelhas: conceitos de customização

RECUPERAÇÃO DAS ÁREAS DEGRADADAS FRENTE AO MANEJO EFICIENTE DAS PASTAGENS PARA OVINOS

Tal palestra será ministrada pelo Prof. Dr. Paulo Meirelles que possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1983), Mestrado em Zootecnia pela Universidade Federal de Lavras (1992) e Doutorado em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2006). Atualmente é professor de forragicultura e pastagens no Departamento de Melhoramento e Nutrição Animal da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia – UNESP de Botucatu.

Continue a ler »RECUPERAÇÃO DAS ÁREAS DEGRADADAS FRENTE AO MANEJO EFICIENTE DAS PASTAGENS PARA OVINOS

Conceito de produtividade frente ao planejamento da estação de monta: o paradigma do parto gemelar

Atualmente, na maioria das fazendas de ovinos, a venda de cordeiros para abate ou borregas para reposição é a maior fonte de renda. Portanto, a taxa de desmama é o fator mais importante para os lucros serem elevados nas fazendas. O maior determinante da taxa de desmama é a taxa de ovulação (o número de óvulos lançados na estação de monta), e mortalidade desde embrionária até desmama. Assim, ter uma alta taxa de ovulação torna-se obviamente a primeira meta, e como por consequência minimizar a mortalidade.

Continue a ler »Conceito de produtividade frente ao planejamento da estação de monta: o paradigma do parto gemelar

Avaliação do escore de condição corporal nas matrizes para uma estação de monta bem sucedida

A estação de monta marca o início do ciclo de produção de cordeiros na fazenda. Ela representa o plantio e o início da safra. As decisões tomadas e manejos adotados até esse momento refletirão nos resultados dos animais desmamados e nos índices produtivos do rebanho.

Continue a ler »Avaliação do escore de condição corporal nas matrizes para uma estação de monta bem sucedida

“O BIZ da produção”: influência da condição alimentar da matriz entre pós-desmame e pré-monta no desempenho produtivo do rebanho

Mais um ciclo se finaliza e já há a necessidade de se pensar no próximo. O fato é: para o sucesso da produção, o ovinocultor precisa de um planejamento antecipado em pelo menos 10 meses! Neste artigo focaremos os períodos pós-desmame e pré-monta com o levantamento de algumas considerações rumo ao planejamento da produção com base no acompanhamento nutricional do rebanho.

A eficiência produtiva da ovelha é o reflexo do planejamento nutricional  em seu rebanho

Continue a ler »“O BIZ da produção”: influência da condição alimentar da matriz entre pós-desmame e pré-monta no desempenho produtivo do rebanho